• Quemviaja

Praia do Sono - Onde é e Como Chegar

Atualizado: Set 12


Essa é a nossa postagem inaugural no Quem Viaja e, como não poderia ser diferente, vamos compartilhar um pouco de como foi a primeira viagem que eu e Carol fizemos juntos para Paraty, no Rio de Janeiro, mais especificamente para a Praia do Sono, lugar que eu havia visitado sozinho pela primeira vez poucos meses antes e que pode ser considerado como um verdadeiro paraíso da natureza, principalmente para aqueles que querem esquecer a vida corrida da cidade por alguns dias.


A Praia do Sono é completamente cercada pela mata atlântica e a aparente dificuldade de acesso talvez seja um dos principais motivos pelo que (quase sempre, principalmente durante a semana) é possível passar alguns dias relativamente sozinho em suas areias, descontando obviamente os moradores locais.


Como a essa altura você provavelmente já deve estar imaginando, a principal forma de acesso, como em muitas outras praias de Paraty, é por barco, que sai do Condomínio Laranjeiras.


O processo todo é muito simples, você chegará, de ônibus ou carro, ao Condomínio Laranjeiras e aguarda a van no único ponto de ônibus disponível, de frente para um campo de futebol que fica bem no meio da Vila Oratório. As vans passam com frequência regular e são as responsáveis por levar as pessoas até o local de embarque, dentro do Condomínio Laranjeiras, onde é necessário aguardar por um barco, que o levará direto à Praia do Sono.


Ao todo, Eu e Carol estivemos na Praia do Sono quatro vezes. Na primeira, como fui sozinho fui de trilha (veja como abaixo), nas demais fomos de barco e nunca pagamos exatamente o mesmo preço. Na última, em dezembro de 2019, pagamos cerca de R$ 40,00 (quarenta reais) cada um.


Dá uma olhada em como é o percurso de barco (todas as fotos e vídeos deste post estão disponíveis no nosso Instagram!

Siga @blogquemviaja | https://www.instagram.com/blogquemviaja


Para ir de trilha, o processo é basicamente o mesmo. A única diferença é que, do Condomínio Laranjeiras, no lugar do barco, o percurso é feito a pé em uma trilha tão bem sinalizada e marcada que, para quem como eu esperava algo mais natural, pode decepcionar nesse aspecto.


Mas só nesse aspecto! Embora não haja nenhum tipo de dificuldade técnica (qualquer pessoa com o mínimo de preparo conseguirá, ainda que demore um pouquinho a mais), a trilha é linda e, ao longo, é possível ter várias vistas legais da Praia do Sono. Infelizmente, não tirei fotos da trilha (a Carol diz que é porque fui de barco rs), mas garanto que quem escolher chegar ao Sono por ela não se arrependerá.


Um parêntesis necessário antes de falarmos de como ficar por lá e do que fazer: para chegar ao início da trilha/ponto de espera da van, nós fomos de ônibus saindo do centro de Paraty. O ônibus sai da rodoviária e o destino é a Vila Oratório. Não tem como errar!


Sempre ouvi dizer que, uma vez na praia, há várias opções de hospedagem, mas em todas as vezes que estivemos lá, acampamos no Camping Marimbar, que é (salvo engano) o segundo camping após o fim da trilha que sai da Vila Oratório.


O Marimbar fica no começo da praia e tem uma estrutura bem legal, com banheiros que funcionam, uma pequena cozinha (que nunca usamos), um ótimo restaurante, atendimento impecável e o benefício de ficar em uma parte da praia um pouco mais deserta, já que os barcos costumam deixar os turistas do meio para o fim da praia.


Outro plus é a cobertura de árvores do espaço de camping, que (embora acampar em baixo de árvores quase nunca seja recomendável) funciona como cobertura natural, diminuindo a temperatura nos dias de calor.


A sua vista da barraca será, com sorte, algo esta:

O preço da diária no site está R$ 50,00 e estes são os dados de contato (recomendamos enviar uma mensagem por whatsapp antes para avisar que está chegando):


(24) 99843-8430

https://marimbar.com.br/


Em breve vamos disponibilizar um outro post falando do que fazer na Praia do Sono. Enquanto isso, segue a gente no Instagram!


Siga @blogquemviaja | https://www.instagram.com/blogquemviaja


AH, dá um desconto para a qualidade das fotos. Estavam todas no insta e tivemos que baixar para repostar, o que acaba com a qualidade! Ainda estamos aprendendo haha!!!